Close-up do perfil de um curiango pousado em repouso (ave noturna comum no interior paulista), mostrando a cabeça e partes do peito e dorso. A ave foi iluminada com uma potente lanterna, obrigando-o a fechar parcialmente sua pálpebra, conferindo a ela um aspecto sonolento. Na imagem ficam evidentes as cerdas que possuem ao redor do pico, são penas alteradas que se assemelham a longos e finos espinhos. Por ampliarem a extensão da boca aberta durante o voo, podem ser úteis na captura de insetos.