Integração por partes

Manter a integração de um Programa nas proporções do Biota não é trivial. Para caminhar nesta direção estão sendo realizadas reuniões focais.

 

Atualmente, estão em curso no Programa Biota 41 projetos (dentre projetos temáticos, auxílio pesquisa regular e jovem pesquisadores), além dos 248 já finalizados das mais diferentes perspectivas de estudo da biodiversidade.  Isto envolve muita informação e pessoas, ingredientes efervescentes para a criação de novas ideias e ações criativas.

slide1
a) Dra. Cristina Miyaki (IB/USP); b) Ricardo Rodrigues (ESALQ/USP); c) Jean Paul Metzger (IB/USP) e d) Mariana Oliveira (IB/USP).

Para manter a integração entre os projetos, o Programa realiza a cada três anos uma grande Reunião de Avaliação. A próxima está prevista para dezembro de 2017. Para não permitir que os intervalos entre estes encontros sejam um grande silêncio, a Coordenação do Programa Biota, lançou um ciclo de reuniões de apresentações de projetos da mesma temática visando potencializar os pontos de contato entre pesquisas e pesquisadores. A ideia de criar estes encontros se desdobrou das sugestões dos próprios participantes do Programa e foi reforçada pelo comitê avaliador externo do Programa.

Segundo Mariana C. Oliveira (USP/São Paulo), da Coordenação do Programa Biota e uma dos organizadores destas séries de encontros, a expectativa é de se criar um ambiente que possibilite refletir sobre a integração de coleta de dados, de análises, de metodologia, de teorias de modo a amplificar as potencialidades das pesquisas do Programa. Durante este dia de trabalho, haverá apresentações dos projetos, ao final, uma discussão sobre as perspectivas internas de integração. Por esta razão, estas reuniões especificamente, não são abertas ao público geral apenas para os coordenadores dos projetos relacionados ao tema e sua equipe.

O primeiro encontro desta série ocorreu dia 20 de junho de 2016, no Auditório da Fapesp, com o grupo que estuda ambientes marinhos, algas e macrófitas. O evento contou com a presença de 45 participantes e 11 projetos. Ao final da reunião discutiu-se a construção de agendas de coleta conjuntas, que pode se tratar de uma questão muito complexa quando se trata de ambiente marinho. É um passo em direção à integração de pesquisas e pesquisadores.

slide2
a) Rita de Cassia Bianchi (FCAV/UNESP Jaboticabal); b) Davi Rossetto (FCAV/UNESP Jaboticabal); Felipe Pedrosa (IB/UNESP Rio Claro).

No dia 15 de setembro de 2016 ocorreu no Auditório da FAPESP o encontro do grupo cujos projetos são focados em Paisagens e Plantas. Dezoito projetos apresentaram e houve 60 participantes. No dia 26 de outubro, será a vez dos projetos cujos temas abordam zoologia e microbiologia.

Neste mesmo mote, o grupo de projetos do Bioprospecta se reunirá dia 06 de outubro, na USP de São Carlos para para discutir metas e expectativas em relação ao sub-Programa, explica Roberto Berlink (USP/São Carlos), da Coordenação do Programa e organizador deste evento. Para este encontro foram convidados 60 coordenadores de projetos em andamento e já finalizados.

“A ideia é que estas reuniões de apresentação de projetos sejam anuais. Em 2015 fizemos reuniões com os novos projetos, mas a integração com projetos congêneres também é enriquecedora”, explica Mariana C. Oliveira. Desta forma, as atividades de integração de eventos grandes e gerais intercaladas por eventos menores e mais específicos trazem mais dinâmica e e efetividade no processo de integração do Programa como um todo.

Veja abaixo os projetos apresentados na Reunião de Apresentação dos Projetos Biota – Paisagens e Plantas.

CoordenadorInstituiçãoTìtulo do Projeto
Lucia Garcez LohmannInst Biociencias/USPEstruturação e Evolução da Biota Amazônica e seu ambiente: uma Abordagem Integrativa.
Carlos Alfredo JolyInst Biologia/Unicamp– Biodiversity and ecosystem functioning in degraded and recovering Amazonian and Atlantic forests.(FAPESP-RCUK)

– Composição florística, estrutura e dinâmica do funcionamento da floresta ombrofila densa atlantica dos nucleos Caraguatatuba, Cunha, Picinguaba e Santa Virginia, do Parque Estadual da Serra do Mar (PELD)

Jean Paul Walter MetzgerInst Biociencias/USPProjeto Interface: Relações entre estrutura da paisagem, processos ecológicos, biodiversidade e serviços ecossistêmicos
Cristina Yumi MiyakiInst Biociencias/USPDimensions US-Biota São Paulo: Integrando disciplinas para a predição da biodiversidade da Floresta Atlântica no Brasil
Ricardo Ribeiro RodriguesEsc Superior Agricultura Luiz de Queiroz/USPRestauração ecológica de florestas ciliares de florestas nativas de produção econômica e de fragmentos florestais degradados (em APP e RL), com base na ecologia de restauração de ecossistemas
Alexandre Magno SebbennInst Florestal/SMA-SPÁrvores de Qualea grandiflora Mart. (Vochysiaceae) encontradas na beira de estradas estão reprodutivamente isoladas? Um estudo baseado em marcadores microssatélites
Davi Rodrigo RossattoFac Ciencias Agrarias Veterinarias Jaboticabal/UNESPDiversidade de estratégias ecofisiológicas em comunidades herbáceas de cerrado sensu stricto: um estudo de caso envolvendo distintas condições ambientais
Antonio Fernando Monteiro CamargoInst Biociencias Rio Claro/UNESPEstrutura e dinâmica de comunidades em rios e riachos costeiros da Mata Atlântica? Bacia do Rio Itanhaem (PELD)
Veronica AngyalossyInst Biociencias/USPAspectos ontogenéticos, funcionais e evolutivos das variações cambiais em traqueófitas
Rita de Cassia BianchiFac Ciencias Agrarias Veterinarias Jaboticabal/UNESPImportância de remanescentes de Cerrado para o Tamanduá-Bandeira (Myrmecophaga tridactyla) no centro-sul de São Paulo
Marcos Vinicius Bohrer Monteiro SiqueiraPro Reitoria Pesquisa Pos Graduacao/USCGenômica da conservação em copaíba (Copaifera langsdorffii Desf.) em diferentes formações vegetacionais da região Centro-Oeste do estado de São Paulo.
Joao Luis Callegari Lopes (Norberto P. Lopes)Fac Ciencias Farmaceuticas Ribeirao Preto/USPDinâmica do metabolismo dos metabólitos secundários de espécies de Asteraceae biologicamente ativas através de técnicas clássicas e atuais de espectrometria de massas e o potencial desenvolvimento de formulações tópicas para uso como anti-inflamatório
Mauro Galetti Rodrigues (Felipe Pedrosa)Inst Biociencias Rio Claro/UNESPTestando os serviços ecossistêmicos de frutos e frugívoros invasores
Tomas Ferreira DominguesFac Filosofia Ciencias Letras Ribeirao Preto/USPIncorporating phylogeny into a new integrated dataset of South American tropical tree trait characteristics. (FAPESP-Imperial College London)
Wagner VilegasInst Biociencias Campus Litoral Paulista/UnespFitoterápicos padronizados como alvo para o tratamento de doenças crônicas

Por Paula Drummond de Castro

Related Posts